podcast AMC CRIME

27 DE Outubro DE 2022

Há histórias tão duras que os olhos mal conseguem suportar. Por isso, em novembro apresentamos-lhe um podcast onde Rita Camarneiro investiga crimes reais decorridos em Portugal.

Disponível em todas as plataformas digitais, este podcast conta com o apoio da Associação Portuguesa de Apoio à Vítima (APAV) e com a participação de convidados e especialistas – tais como advogados, jornalistas e personalidades portuguesas – de forma a que seja possível compreender o “efeito dominó” causado por cada crime e como se chegou à verdade.

“Dominó” terá um total de 6 episódios, lançados quinzenalmente às quintas-feiras, a partir de 10 de novembro.

 

Comece a ouvir aqui:

Spotify

Apple Podcasts

Google Podcasts

 

Episódio 1: O crime que Salazar abafou.

Em 1952, orgias e escândalos sexuais ameaçavam os bons costumes da ditadura Salazarista. Carlos Burnay, estudante de Direito, foi encontrado morto com dois tiros em sua casa, em Cascais, depois de uma festa. Salazar mandou arquivar o processo e a polícia afirmou tratar-se de um suicídio. Passadas muitas décadas, a verdade veio à tona: tratou-se de um crime.

Com a participação de António Fernando Cascais e Carlos Ademar.

Lançamento: 10 novembro

 

Episódio 2: Quebrar o silêncio, não sofrer em silêncio

No âmbito do Dia Internacional para a Eliminação da Violência contra as Mulheres (25 novembro), este segundo episódio focar-se-á em relatos de violência de género ocorridos em Portugal.

Com a participação de Joana Amaral Dias e Daniel Cotrim (APAV).

Lançamento: 24 novembro

 

Episódio 3: Tojó, o rapaz que matou os pais

Um crime que chocou Portugal, há 23 anos: António Jorge Santos (“Tojó”), foi o vocalista da banda portuguesa de death metal “Agonizing Terror”, e em 1999 ficou para sempre conhecido como o “metaleiro” que matou os pais. O conhecido médico Jorge Machado e a sua esposa, Maria Fernanda, residentes em Ílhavo, apareceram brutalmente assassinados em casa com vários golpes de faca.

Lançamento: 8 dezembro

 

Episódio 4: O crime (quase) perfeito

Uma professora foi condenada a 17 anos de prisão por ter usado gelo seco para matar o namorado em 2016. Após a condenação, foi deixada em liberdade devido ao excesso de prisão preventiva, um erro da justiça que a levou a fugir para parte incerta. Fernanda Baltazar, hoje com 41 anos, encontra-se em fuga à justiça.

Lançamento: 22 dezembro

 

Episódio 5: Crianças Roubadas

Com o passar dos anos, diversas histórias sobre o desaparecimento de crianças caem no esquecimento. Meninos e meninas que, se nos dias de hoje estiverem com vida, já serão adultos. Quais são as histórias que continuam sem solução? Até meados de 2019, antes da pandemia, havia pelo menos nove casos por resolver em Portugal.

Lançamento: 5 janeiro

 

Episódio 6: O crime que Salazar abafou – Revelações

Continuação do primeiro episódio, onde são exploradas as diferentes teorias acerca do assassinato de Carlos Burnay, o jovem aristocrata que apareceu morto no seu palacete de Cascais. Um crime que nunca chegou a ser resolvido.

Lançamento: 19 janeiro

También te puede interesar